“Vai sofrer um pouco sim, ou tá achando que a vida é só comprar Barbie?”
Tati Bernardi.  (via orquide)
“Sou egoísta, gosto de ver televisão sozinha, sem ninguém falando junto. Sou chata, não gosto de dividir banheiro com ninguém. Sou espaçosa, bagunço as minhas coisas. Preciso da solidão pra ler, pra olhar para o teto, pra tirar ponta dupla do cabelo, pra fazer as unhas, pra pensar em tudo, pra fazer nada. Preciso da solidão pra ser eu mesma. Pra fazer alongamento, rir de mim, chorar comigo.”
Clarissa Corrêa.    (via coagida)
“Se ser criança fosse bom, não desejaríamos crescer logo. Se ser adolescente fosse bom, não esperaríamos tanto pra ser maior de idade. Se ser adulto fosse bom, não iríamos querer tanto voltar no tempo. Não é questão de idade, nem de tempo. Não é a fase que é ruim, é a vida.”
João Pedro Bueno, Sabedorias.  (via robberrr)
“Calma, Zé. Muita calma nessa hora. Se eu fosse você não me desesperaria. Nem tudo é um mar de rosas, Zé. Às vezes é preciso quebrar a cara para aprender a ser forte, Zé. Às vezes é preciso perder algo para aprender a dar valor ao que tem. Nada nessa vida é fácil, Zé. Se tá fácil demais, algo tá errado. É, Zé, você ainda vai passar por muitos apuros nessa vida, esse foi só o primeiro. Se prepara, Zé.”
Cuidado, Zé, a solidão é um vício. (via revejo)
“É que sou o tipo de gente que todo mundo pensa que conhece. Mas se enganam feio. Pouquíssima gente me desvenda. Mostro só o que quero.”
Clarissa Corrêa    (via revejo)
“Eu queria ser seu último amor. Mas sabia que não era. Sabia e a odiava por isso. Eu a odiava por não se importar comigo. Eu a odiava por ter me deixado naquela noite. E odiava a mim mesmo por tê-la deixado ir embora, porque, se eu tivesse sido suficiente, ela não teria querido ir embora. Simplesmente teria se deitado comigo, conversado e chorado. E eu a teria ouvido e teria beijado as lágrimas que caíam dos seus olhos.”
Quem é você, Alasca?  (via delator)

Tão puta que se alguém ficar perto dela contrai o virus da piranhagem.

“Eu tinha uma dúvida sobre o amor, aí você apareceu! E agora eu tenho várias.”
Soulstripper.  (via nevoeirar)
“Vez ou outra bate uma vontade danada de saber como está sua vida sem mim, e eu fico aqui desejando que esteja se dando muito mal. Chamem de egoísmo, o que for, mas não mentiria dizendo que desejo sua felicidade com outra, sendo que sua alegria está aqui, comigo.”
Fred Medeiros. (via renascedor)
“Eu chorei porque precisava de colo, porque precisava te mostrar a minha fragilidade escondida no meu mau-humor.”
Tati Bernardi.   (via autorias)
“— Meu nome é Hazel. O Augustus Waters foi o grande amor estrela-cruzada da minha vida. Nossa história de amor foi épica, e não serei capaz de falar mais de uma frase sobre isso sem me afogar numa poça de lágrimas. O Gus sabia. O Gus sabe. Não vou falar da nossa história de amor pra vocês porque, como todas as histórias de amor de verdade, ela vai morrer com a gente, como deve ser. Eu tinha a expectativa de que ele é quem estaria fazendo meu elogio fúnebre, porque não há ninguém que eu quisesse tanto que…— Comecei a chorar. — Tá, como não chorar. Como é que eu…Tá.
Respirei fundo algumas vezes e retomei a leitura.
— Não posso falar da nossa história de amor, então vou falar de matemática. Não sou formada em matemática, mas sei se uma coisa: existe uma quantidade infinita de números entre 0 e 1. Tem o 0,1 e o 0,12 e o 0,112 e uma infinidade de outros. Obviamente, existe um conjunto ainda maior entre o 0 e o 2, ou entre o 0 e o 1 milhão. Alguns infinitos são maiores que outros. Um escritor de quem costumávamos gostar nos ensinou isso. Há dias, muitos deles, em que fico zangada com o tamanho do meu conjunto ilimitado. Queria mais números do que provavelmente vou ter, e, por Deus, queria mais números para o Augustus Waters do que os que ele teve. Mas Gus, meu amor, você não imagina o tamanho da minha gratidão pelo nosso pequeno infinito. Eu não o trocaria por nada nesse mundo. Você me deu uma eternidade dentro dos nossos dias numerados, e sou muito grata por isso.”
A Culpa é das Estrelas. (via revejo)

Ô, me apaixonei pela cor do teu olho , e pelo teu sorriso 😍

“Então o amor é isso, é perdoar o que não tem perdão, e não guardar rancor. É cuidar, dar carinho, proteger, mimar, mas também saber a hora de dizer não. É brigar, aconselhar, discordar. Mas é também respeitar, saber a hora de calar. Então o amor é assim, complexo, difícil de entender, e de explicar.”
Évila Guedes.  (via erzdiozese)
“Vou me esforçar e acreditar que tudo vai ficar bem. A esperança nos mantém vivos, certo? A fé nos faz andar para a frente, certo? Então está certo.”
Clarissa Corrêa.    (via coagida)

theme por flyedd